Reflexões

Vaidade

Todos temos um pouco

 Mesmo Dante Alighieri afirmando no Inferno, em sua obra A Divina Comédia, que a Traição é o pior dos “pecados capitais”, muitos consideram a vaidade, porque pode destruir sobremaneira o ser humano, um grupo, uma empresa etc.

 A tentação de evidenciar a própria grandeza pode fazer uma pessoa cair no ridículo. Satisfazer a vaidade é um grande perigo. A ausência de discernimento pode levar a ver virtudes onde elas não existem.

 Por relevante que seja o argumento do outro, o vaidoso não consegue dar-lhe o devido valor, tem dificuldade em admitir quando erra, em perdoar. Imagina que, ao fazer, diminuirá seu próprio brilho.

 Não consegue perceber a grandeza que existe em admitir um equívoco, considerando muito importante a própria personalidade. Por conta disso, todas as ofensas que lhe são dirigidas são gravíssimas, e os prejuízos que causa aos outros são sempre pequenos.

 Os vaidosos têm uma visão distorcida da realidade, pensando que são mais importantes que as outras pessoas, que o que fazem tem mais impacto etc. A AUTO IMPORTÂNCIA desmedida, lhes dão a ilusão de que se partirem, as outras pessoas não farão o que elas fazem, não conseguirão “viver sem elas”, como se diz no termo popular.

 TODOS NÓS, em maior ou menor grau, temos sim vaidades, ninguém está totalmente isento(a) de senti-las, e isso na medida correta é bom.

 Lembro que somos passageiros nesse “trem” da vida, o mundo continua o mesmo, e a vida segue o seu curso natural.

 Procure dar o melhor de si, procure fazer o bem e ajudar o maior número de pessoas possíveis, mas faça isso de coração aberto, com desprendimento, ou seja, quanto mais você operar no silêncio do seu coração, mais valoroso você se tornará como ser humano e como um ser espiritual. 

 Reflita com carinho sobre tudo isso para que emerja um ser humano cada vez mais humilde e consciente.

 “Não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita…”

 Yeshua Hamashia

Outras Imagens

Comentários