Reflexões

O que nos impede de fazermos o nosso melhor quando estamos dirigindo?

São tantos detalhes

 Como é chato depender de alguém não é mesmo? Não poder pegar o carro e dirigir para onde você precisa... Ou, estar fazendo a carteira e não conseguir dar o seu melhor por causa do nervosismo, são tantos detalhes!!

 Quando eu fiz a primeira habilitação para moto um rapaz que também fez a prova naquele dia já andava de moto há nove anos. Só que na hora da prova ele reprovou. Claro que, a prova de moto não tolera muitos erros, qualquer desvio do exigido o aluno já reprova. Mas o que geralmente impede que façamos o nosso melhor? No caso desse meu colega foi o excesso de autoconfiança. Ele já andava de moto fazia nove anos e talvez ele pensasse que fazer a prova fosse "barbada".

 Mas existem outros motivos que nos atrapalham. Estar sendo observado por alguém pode nos remeter a autoridade dos nossos pais. A criança não tem filtros onde ela possa raciocinar que aquilo é algo para o bem dela, ás vezes ela só vê como uma repreensão. E esse mesmo gatilho da repreensão é disparado quando estamos sendo avaliados. O medo de ser repreendido como na época da nossa infância volta na hora da prova e nós nem nos damos conta disso.

 E, geralmente, os avaliadores são homens. Para as mulheres que estão sendo avaliadas, pode ser que a imagem do avaliador as remeta à imagem do pai, que era a autoridade da casa. Também, mulheres que hoje querem aprender a dirigir foram criadas vendo na maioria das vezes, os homens dirigindo e talvez elas tenham o estereótipo do homem atrás do volante e assim, elas sentem-se incapazes de dirigir também.

 Claro que, todas essas coisas são na maioria das vezes inconscientes e não nos damos conta disso. Então pense: quais eventos da minha infância ou do meu passado podem estar contribuindo para o meu medo de dirigir? Você pode ter grandes surpresas ao fazer esse exercício! Conte-me suas descobertas!

 Tamires Volpato

 Desintoxicação Emocional & Life Coaching

Outras Imagens

Comentários