Reflexões

Emater/RS-Ascar faz balanço da 20ª edição da Expodireto Cotrijal

A sua participação

 Ao encerrar a vigésima edição da Expodireto Cotrijal, que iniciou na segunda-feira (11/03), a Emater/RS-Ascar avalia positivamente a sua participação. Foram oficinas, demonstrações, fóruns, seminários, troca de experiências e conhecimento, que durante os cinco dias da feira aproximaram os extensionistas dos visitantes. Dezesseis temas técnicos estiveram presentes na área da Instituição dentro da feira, que ocupa cerca de dois hectares, além do Recanto Temático, espaço nobre que, por meio de 22 cenários, apresentou a história e a evolução da erva-mate.

 No encerramento dessa 20ª edição queremos agradecer a todos os colaboradores e principalmente aos promotores da Expodireto, através da Cotrijal, desde o mais simples operário até a presidência.

 Durante a feira, os extensionistas, assim como fazem ao longo dos dias do ano, fizeram com que conhecimento e tecnologias produzidas pela academia e pela pesquisa chegassem ao produtor, nas parcelas da Emater, na Expodireto”, disse o presidente da Emater/RS, Iberê de Mesquita Orsi. Ele ressalta que a ação extensionista de levar conhecimento e tecnologia ao produtor se fez notar pelos números da estimativa da safra, divulgados durante o Café da Manhã para a Imprensa. “Nossos técnicos estão a campo, fazendo o que o Estado espera de nós, para aumentar a produção e fazer com que o Estado, através da agricultura familiar e do agronegócio saia das condições financeiras em que se encontra. Tenho certeza de que o caminho é esse”, avaliou.

  Nós Emater somos o ponto de equilíbrio dentro da Expodireto, é onde a agricultura familiar se encontra. Estamos satisfeitos com a feira, com a participação de toda a equipe e com a parceria que temos com a Cotrijal”, concluiu o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Oriberto Adami. Na opinião do gerente regional adjunto, Dartanhã Luiz Vecchi, o evento foi um sucesso. “Nós, como protagonistas desse espaço da agricultura familiar, nos sentimos com dever cumprido, após mais uma edição bem-sucedida da Expodireto”, falou.

 O presidente da Cotrijal, Nei Mânica, reforça a importância da presença da Extensão Rural dentro da feira e elogia o profissionalismo da equipe da Emater/RS-Ascar. “Emater é o nosso pilar de sustentação na produção de alimentos, na pequena propriedade principalmente. Nossa gratidão e reconhecimento por todo esse trabalho, que encanta todos os visitantes de todos os recantos do nosso Brasil”, declarou Mânica.

 No Pavilhão da Agricultura Familiar, que contou com 182 expositores, sendo 142 agroindústrias familiares e 40 empreendimentos de artesanato plantas e flores, de 116 municípios gaúchos, o volume da comercialização somou R$1.052.578,00.

 Doação de alimentos

 Cerca de 3,5 toneladas de alimentos cultivados em um espaço de 0,3 hectare da parcela da Horticultura, no espaço da Emater/RS-Ascar dentro da Expodireto, foram doadas para o Lar do Idoso São Vicente de Paulo e para a Apae, ambas entidades de Não-Me-Toque. Uma entrega simbólica foi feita na tarde desta sexta-feira (15/03) para a vice-presidente do Lar do Idoso, Edite Prates, pelo gerente regional Oriberto Adami e pelo gerente regional adjunto, Dartanhã Luiz Vecchi. No total, foram doadas 14 espécies de hortaliças como tomate, berinjela, abobrinha, brócolis, pimentão, repolho, entre outros.

 Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar na Expodireto Cotrijal

 Jornalista Vanessa Almeida de Moraes

 vanessa@emater.tche.br

Outras Imagens

Comentários