Reflexões

Em Cristo glorificado está toda a humanidade

A festa da Ascensão

 A festa da Ascensão, que hoje celebramos, está a glorificação de Cristo, colocado pelo Pai acima de tudo e de todos e, em Cristo junto do Pai, está toda a humanidade. Nele vemos a meta final de todos nós, aquilo para o qual somos chamados no próprio Cristo: a vida eterna, a vida em plenitude. 

 A partir da Ascensão, a nossa natureza humana já está no céu. O Filho de Deus que se encarnou, que se fez carne e habitou entre nós, agora vive junto do Pai com nossa natureza humana glorificada.

 Pela fé em Cristo, também ressuscitaremos, após esta única vida nesta terra, sem repetição ou sem reencarnação.

 No creio rezamos: creio em Jesus Cristo, Filho único do Pai, nascido da Virgem Maria por obra do Espírito, crucificado sob Pôncio Pilatos, morto e sepultado e que ressuscitou dos mortos, subiu aos céus e está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso.

 Que significa subiu aos céus sentado à direita do Pai? 

 O céu não é a um lugar. Dizer subiu ao céu é dizer que está junto do Pai. O céu é plena alegria, felicidade completa. E Deus, que é amor, é alegria verdadeira e sem fim. Cristo já estava junto do Pai com sua divindade. Agora está nele com nossa humanidade. E ele nos quer no Pai. Ele garantiu: vou preparar-vos um lugar para que onde eu estou estejais vós também.

 Mas a festa da Ascensão é também o início da missão da Igreja. “Os discípulos então saíram e pregaram por toda a parte. O Senhor os ajudava e confirmava sua palavra por meio de sinais que a acompanhavam”. Ide pelo mundo e anunciem o Evangelho a todas as pessoas. Quem crer e for batizado, será salvo. Quem não crer será condenado ou se condena a si próprio, porque não acolhe a mensagem de salvação e não produz frutos de justiça e de amor.  

 Não se trata então apenas de ser batizado. Depois de batizado, de nosso batismo, o compromisso é de crer e continuar crendo, sem nunca renegar a fé assumida. Permanecer na comunidade em que se foi batizado. Fora da comunidade não se é discípulo de Cristo. Jesus não interrompe sua presença neste mundo, mas a realiza de outros modos. Agora, a Igreja é a presença de Cristo no mundo e a continuadora de sua missão.   

 Na missão da Igreja está a participação de todos os batizados. A primeira grande forma de todos participarem na missão é viver em comunidade de irmãos e irmãs, com fidelidade, testemunho alegre e paixão contagiante para formar cristão conscientes, vocacionados para continuar a mesma missão de Jesus. Outras formas de todos participar é a oração pela evangelização e, também, colocar à disposição outros recursos disponíveis. 

 Para cumprir sua missão de evangelizar, a Igreja deve valer-se dos modernos meios de comunicação, cujo Dia Mundial das Comunicações hoje se celebra. Na mensagem para este dia o Papa Francisco aborda o desafio das comunicações falsas e o jornalismo de paz, citando a afirmação de Jesus de que a verdade nos torna livres.

Outras Imagens

Comentários